151206ZZZ0723

Entre Oportunidades e Desafios, a Comunicação se reinventa na era das mídias digitais.

Cinema, jornalismo, rádio, TV e publicidade convivem com estes desafios e aproveitam as oportunidades deste momento plural.

O mercado de comunicação sofreu uma reviravolta irreversível.

Aquela internet discada, que começamos a usar em 1995, veio para mudar a maneira como consumimos informação e entretenimento.

Na última década, o surgimento das mídias sociais e a explosão do uso dos dispositivos móveis aprofundaram essas transformações.

Jornalismo, cinema, rádio, TV e publicidade vivem um momento de transição, permeado por desafios e oportunidades.

Daqui há poucas décadas vamos olhar para trás e avaliar com mais distanciamento o que significou esse momento histórico de convivência entre as mídias tradicionais e as digitais.

A sociedade mudou e a comunicação precisa se adaptar, porque não vai existir um retrocesso.

Estamos vivendo tudo ao mesmo tempo agora.

O celular roubou o lugar da agenda, da câmera fotográfica e do telemarketing que pedia o táxi.

As pessoas assistem Netflix e TV aberta, leem jornal no papel e no celular.

As coisas não morreram, elas estão num momento de convivência e transição.

É um momento muito desafiador e de incertezas, mas talvez em 2030 não tenhamos mais tantas dúvidas”

A qualidade será o diferencial independentemente da plataforma.

A possibilidade de ter um smartphone nas mãos com vários aplicativos de filtros transforma todo mundo em fotógrafo.

Vivemos na base do EU FOTOGRAFO, LOGO EXISTO.

A internet também permite a autopublicação e o compartilhamento.

O cidadão comum é ao mesmo tempo produtor, editor e distribuidor.

“Mais uma vez a qualidade, a ética e a credibilidade farão a diferença.”

SOBRE VÍDEO…

O audiovisual vive um momento menos apocalíptico diante das mídias digitais.

Para os produtores independentes é interessante distribuir os filmes na web, porque um filme é uma garrafa jogada ao mar e a internet é um oceano.

O interesse é que o filme seja exibido e a rede permite isso, democratiza o acesso.

A que custo e de que maneira o mercado reage a isso é um assunto a se discutir, mas é uma situação que veio pra ficar.

Em comunicação, o audiovisual tem despontado como mercado em expansão.

SOBRE PUBLICIDADE…

Na publicidade, o lema é aproximar marca e consumidor independente da plataforma de comunicação que ele usa.

Na era das telas, as mídias tradicionais deixaram há muito de ser os únicos canais de propaganda.

O Brasil já tem 273,7 milhões de celulares em operação, sendo 154 milhões smartphones.

Tablets e computadores somam outros 152 milhões.

A mudança obrigou as agências a entender a mídia na plataforma digital.

Surgem Empresas especializadas em inovação para trabalhar não só a comunicação das marcas, mas também oferecer o serviço de gestão dos negócios digitais dos clientes (criação de aplicativos e outras soluções).

O uso das novas mídias e tecnologias é inevitável, não tem mais volta.

A grande oportunidade é entender quais são as tecnologias disponíveis ao público alvo para aproximar as marcas das pessoas.

O desafio é compreender de que forma será possível integrar planejamento e criação a essas novas ferramentas disponíveis.

Inteligência digital deverá fazer parte da cultura organizacional de toda empresa!

A internet completou 20 anos em 2015.

Estamos falando de uma geração que já nasceu com a existência da rede.

São pessoas que usam o meio digital para comprar uma passagem de avião, fazer check in, pedir um táxi.

Por isso a necessidade de amadurecimento do negócio digital.

Phone
Email
Skype
Telegram
Messenger
WhatsApp
SAC
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Telegram
Skype
SAC
Pular para a barra de ferramentas